E-mail Marketing: fidelize mais clientes com a técnica que gera mais leads que as redes sociais

Dicas, Marketing

O ‘e-mail marketing’ já morreu? Grande parte dos empresários ou profissionais de Marketing acham que tal técnica não funciona ou é coisa do passado. Entretanto, todas as estatísticas recentes dizem o contrário.

O e-mail marketing é algo muito presente no cotidiano das pessoas que utilizam o email diariamente, no entanto, muito pouco se sabe sobre as suas vantagens. Antes de irmos para os motivos que tornam o tornam tão vantajosos, vamos a questão inicial: você sabe o que é e-mail marketing?

Ela é uma das ferramentas mais eficazes e importantes do Marketing Digital: uma estratégia que utiliza o email para fazer e propagar campanhas do marketing. Essa segmentação do marketing digital busca manter o relacionamento com os clientes, portanto, é através dela que a marca mantém seu cliente informado a respeito de promoções, novos produtos e serviços.

Mas, na era do Facebook e outras redes sociais, vale a pena apostar em e-mail marketing?

O MarketingSherpa, em uma das suas pesquisas, afirma que “72% dos consumidores escolhem o email como o melhor canal para receber comunicações de empresas e marcas”. Quando se trata de compras realizadas como resultado direto de uma mensagem de marketing, o email possui uma maior taxa de conversão, até 69%: maior do que redes sociais e outros canais offline. 77% do ROI (retorno do investimento) de email vem de campanhas automatizadas e personalizadas. – DMA. Nos Estados Unidos, por exemplo, “para cada dólar gasto em email marketing, é gerado um retorno de $38.”. Esses dados sem dúvida nos fazem pensar sobre o uso do email.

Qualidade é melhor que quantidade: crie e alimente uma lista de emails eficiente.

Defina o seu público e tenha sua própria lista de contatos. Evite comprar listas prontas, pois os contatos presentes nessas listas não conhecem a sua empresa, ou seja, nem sempre elas irão possuir interesse pelo produto que você oferece. Portanto, é extremamente importante criar a sua listagem a partir de pessoas que se cadastraram e demonstraram algum interesse pela sua marca, para garantir um retorno maior.

Conheça o seu público-alvo: gere conteúdo que satisfaça seus clientes.

Personalize o seu conteúdo através da sua lista de contatos. Veja o que funciona melhor para o seu público e só aí crie o conteúdo. Assim você mantém o interesse do seu cliente e cria uma relação de confiança, além de tonar a estratégia mais pessoal, o que gera uma relação muito maior de proximidade.

Seja consciente em publicar emails periodicamente, mas não diariamente.

A frequência de e-mails também é muito importante: se os seus emails forem disparados todos os dias os seus clientes tendem a perder o interesse com mais facilidade. Por isso, limite o número de mensagens, só envie emails com conteúdos e informações necessárias para os seus contatos. Além disso, o uso descontrolado desse método aumenta as chances de transformar seu e-mail em spam e prejudicar o seu marketing diretamente.

Torne o título em uma manchete chamativa e escreva somente o indispensável.

Escolha títulos impactantes e chamativos. Dessa forma você aguça a curiosidade das pessoas e torna maior a probabilidade do seu email ser aberto. Ademais, opte por textos pequenos e objetivos. Ou seja, aquelas que vão direto ao ponto. Evite textos grande e com muitos rodeios: os leitores geralmente direcionam mais atenção para os textos menores e mais rápidos.

Quebre a formalidade entre cliente e empresa: seja mais amigável.

Como já vimos acima, quanto mais pessoal, melhor. Portanto, se possível, personalize seus emails com os nomes dos remetentes: assim as pessoas tem a impressão de estarem em contato direto com um representante da sua marca e não somente com uma empresa.